Como fazer um orçamento de viagem

Como fazer um orçamento de viagem de forma simples?

O planejamento de uma viagem agradável e com economia tem alguns pontos muito importantes. Dentre eles provavelmente a definição de um orçamento pode ser uma das partes mais difíceis a se realizar para quem é um viajante sem muita experiência com planejamento e números.

Por esses motivos trazemos nesse post alguns métodos e dicas para que você consiga fazer um orçamento de viagem forma simples e sem precisar quebrar demais a cabeça!

Tenha um orçamento de viagem definido

Ao definir a faixa de preços que temos disponível para gastar, escolhemos destinos que estejam apropriados para o nosso bolso e por esse motivo é muito importante conhecer as opções que estejam de acordo com nossa realidade.

Muitas pessoas acabam errando ao considerar apenas o preço das passagens e hospedagem, mas a verdade é que há muitos outros fatores contribuintes para o aumento dos custos de uma viagem.

Sendo assim, lembre-se sempre de se cercar com o máximo de informações necessárias para entender os custos e evitar surpresas indesejadas. Pense que pequenos custos quando somados podem se igualar (ou muitas vezes superar) os custos principais.

Escolha o seu destino

No planejamento da sua viagem, parte da escolha de um destino está relacionada com os objetivos e seus parceiros de viagem (que gerarão mais despesas, como filhos, ou que compartilharão despesas, como um amigo).

Vale dizer também que muitas vezes podemos escolher destinos incríveis e com custos menores do que lugares mais badalados!

Sendo assim, escolha seu destino baseado nas suas possibilidades financeiras – Isso inclui desde os preços das passagens aéreas e hospedagens até custos de alimentação, traslados e souvenirs que você venha a comprar no destino que escolher.

Custos com as passagens

Como planejar os cursos com transporte aereo

Obviamente os custos com as passagens aéreas ou rodoviárias contribuem muito no custo final da sua viagem por seu alto valor unitário. Verifique com antecedência a variação dos valores dessas passagens pois elas costumam variar frequentemente – até mesmo várias vezes no mesmo dia.

Atente-se também quanto à possibilidade de escolher viajar de ônibus – O Buser por exemplo pode ser uma ótima saída para quem busca viajar de ônibus economizando e mantendo o conforto. Há viagens saindo de várias capitais e cidades de médio porte para diversos destinos a preços até 60% abaixo do que é cobrado por empresas convencionais de ônibus. Dependendo da distância e diferença de valores, viajar de Buser poderá ser muito mais vantajoso que o avião, por exemplo.

Estabeleça o valor disponível para pagar pelas passagens e passe para o próximo passo do seu orçamento!

Escolhendo sua hospedagem

Escolha corretamente a hospedagem para desfrutar melhor

Outra parte considerável do orçamento de uma viagem é com relação à hospedagem. A diferença desse custo com o custo das passagens é que ele está atrelado ao tempo em que você permanecerá no seu destino. Desta forma uma escolha preponderante para escolher sua hospedagem é com relação ao padrão de hotel ou pousada que você deseje ficar hospedado.

Há pessoas que se preocupam com alguns tipos de confortos que sequer sejam capazes de usufruir durante sua estadia devido à falta de tempo.

Por esse motivo é muito importante saber pesar quais os confortos e luxos que você irá poder usufruir. Se você conseguir escolher um hotel com um bom café da manhã poderá economizar tempo e dinheiro, pois evitará de gastar com alimentação em padarias por exemplo. Por outro lado, se você passar o dia todo fora, talvez não seja tão preponderante que seu hotel tenha piscina.

Fazendo este tipo de raciocínio pode ser que você consiga um fôlego financeiro a mais para economizar ou até mesmo curtir mais tempo o seu destino e conhece-lo melhor com praticamente o mesmo investimento.

Sabendo qual perfil de hospedagem é ideal para você, opções de buscas como AIRBNB, Hurb, Skyscanner, dentre outros podem te ajudar a encontrar melhores opções.

Como estimar o custo da alimentação numa viagem

Um dos custos que as pessoas tem mais dificuldade para estimar durante o planejamento de uma viagem é o da alimentação. É muito difícil prever com exatidão o que/quanto você irá comer num determinado dia. Entretanto uma saída fácil é determinar um orçamento total para a alimentação durante a viagem e fazer um cálculo da média para ser distribuída entre os dias dela.

Vamos supor que você vá viajar por 5 dias e ache justo gastar R$50/dia por pessoa – O orçamento total por pessoa será de R$250. Às vezes poderá haver algumas discrepâncias, num dia de exagero gastar R$70 ou R$80 por exemplo – O importante é definir um ponto para atingir o equilíbrio. Se num dia você gastar R$80, os 30 a mais deverão ser distribuídos nos outros dias para recuperar essa diferença. Como uma boa dica, vale a pena também pedir indicações de restaurantes/lanchonetes para funcionários e hóspedes do hotel em que você se hospedou ou mesmo aplicativos para fazer um comparativo de preço e qualidade antes mesmo de definir os locais para comer. Afinal, nada melhor do que a experiência de outras pessoas para te ajudar a escolher onde comer, não é mesmo?

Planejando os gastos com o transporte local

Antes da viagem é importante definir o seu roteiro de passeios da maneira mais eficiente possível para evitar gastos excessivos com sua locomoção entre um passeio e outro. Além disso, verifique antes sobre a possibilidade de descontos para traslados em grupos – Em vários lugares há vans que levam até os pontos turísticos e reduzem o valor quando o carro está cheio.

Na hora do planejamento da viagem tenha em conta os traslados que irá fazer e use as simulações de tarifas no site do Uber por exemplo. Se as distâncias forem pequenas vale a pena tentar sair um pouquinho mais cedo pra ir a pé e fazer um exercício além da economia.

Outros gastos

Além de todos esses gastos é importante incluir na conta também os gastos com presentes/souvenirs, gorjetas e documentação (esse último principalmente com relação a viagens para o exterior!) – esses gastos podem, inclusive, ultrapassar os gastos de maior valor pontual (como transporte e hospedagem), e devem ter um orçamento bem definido e principalmente, bem seguido!

Ao fazer um orçamento com tópicos e itens bem definidos e calculados, e ao seguir este plano, você tem muito mais chance de desfrutar não apenas da viagem, mas de boas lembranças relativas a ela (ao invés de dores de cabeça com contas para pagar ou experiências impossibilitadas!)

Quer desfrutar ainda mais alegria e economia em sua viagem? Conheça as nossas dicas para viajar barato e não deixe passar nenhum detalhe!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

3 Comentários

Os comentários estão fechados.